Mercado Imobiliário

13º salário, seja bem-vindo!

Especialista: Finanças

Fim de ano é sinônimo de festas, férias, viagens, descanso e… de 13º salário! Muito esperada por todos os colaboradores assalariados, essa renda extra chega para acabar com as dívidas, quitar impostos, comprar presentes e até para ser aplicada em algum fundo de rendimento. Neste ano, com as duas parcelas pagas no dia 28 de novembro e até o dia 20 de dezembro, o 13º certamente é muito bem-vindo em qualquer que seja a situação.

Salário extra serve para pagar dívidas e até para ser aplicada em algum fundo de rendimento (Foto: Shutterstock)
Salário extra serve para pagar dívidas e até para ser aplicada em algum fundo de rendimento (Foto: Shutterstock)

Quem mais tem motivos para comemorar o salário são os endividados. Esses, quase sempre, usam esse dinheiro para cobrir o LIS, pagar a fatura do cartão de crédito, empréstimos e qualquer outra pendência que os meses anteriores tenham deixado. Mas, mais que qualquer outra, a pessoa com dívidas deve tomar cuidado: é preciso ter controle para não deixar o 13º aumentar os problemas, com compras e viagens “fora de hora”, sem que se tenha condições financeiras favoráveis.

Ao contrário de grande parte dos brasileiros, os mais organizados conseguem ampliar sua poupança, iniciar um curso profissionalizante, adquirir um novo bem desejado e até apostar em algum empreendimento. Esses, sim – e apenas esses -, podem investir em alguma nova oportunidade, seja financeira, profissional ou mesmo pessoal, com tranquilidade e sem remorsos.

Para os demais, é hora de colocar na ponta do lápis o que irá receber nas próximas semanas e calcular todas as pendências. Mesmo que não sobre nada – e até falte -, é preciso considerar a melhoria das condições e iniciar uma “temporada de economia”. O 13º salário deve ser encarado não como a solução de todos os problemas, mas como um excelente incentivo que, somado à privação de algumas superfluidades, pode representar um 2015 mais tranquilo.

Escreva um comentário