Mercado Imobiliário

Cidade inteligente será construída para a Copa de 2022

Catar
País já está com obras a todo vapor

A Copa do Mundo de 2022 já tem endereço certo. Será no Catar, no Oriente Médio. Apesar dos escândalos envolvendo o evento, com suspeitas de suborno e os questionamentos de como os visitantes irão suportar a temperatura que pode chegar a 48 graus, e outras historias que rondam a preparação de um dos maiores eventos esportivos do planeta, as máquinas não param.

O país já está com as obras a todo vapor e os projetos de infraestrutura já bem avançados. O Catar, diga-se de passagem, marcado pelo luxo e riqueza, construirá uma cidade toda para abrigar o mundial, com 72 quilômetros de extensão que se chamará Lusail. As obras faraônicas ficarão em um deserto na costa, ao longo do Golfo do Pérsico e custarão cerca de 45 bilhões de dólares, ou seja, 108 bilhões de reais.

A cidade foi projetada com características de alto luxo. Está prevista um shopping center, uma lagoa, quatro ilhas artificiais, duas marinas, um hospital, um zoológico e dois campos de golfe. Ela também ainda terá 22 hoteis com padrões internacionais.

Catar 2
Lusail International Stadium tem projeto com previsão de 86 mil lugares; cidade de Lusail é a mais jovem do país

A cidade terá ainda uma grande o Marina Mall, que será um grande centro de compras. A arquitetura do shopping será inspirada nos grandes cannyons do deserto com telhados projetados para repelir o calor. Para abrandar as altas temperaturas, uma cachoeira e diversos pontos de água serão incorporados à estrutura.

A cidade contará com cerca de 250 moradores, aproximadamente. O sistema de transporte eficaz e rápido será implantado por meio de vias subterrâneas, que também poderão ser utilizadas por pedestres e táxis aquáticos farão travessias pelo mar.

Catar 3
Projeto prevê canais subterrâneos que levarão água gelada para manter a refrigeração dos edifícios de forma sustentável

Para respeitar a necessidade mundial da sustentabilidade e “atitude verde”, o projeto prevê canais subterrâneos que levarão água gelada para manter a refrigeração dos edifícios de forma sustentável, otimizando assim o consumo eficiente de energia. Debaixo da terra também se esconderá o sistema de esgotamento que será levado por meio de tubos para as áreas de tratamento fora da cidade, onde será transformado em água limpa para regar as áreas verdes de Luseil.

Para atender aos jogos especificamente, será construído um estádio que provavelmente sediará a final do Mundial, com sistema de refrigeração abastecido por energia solar.

Catar 4
A cidade será totalmente comandada por um centro de controle

A cidade será totalmente comandada por um centro de controle, onde serão previstos detectar desde mudanças meteorológicas a até vigilância e segurança da cidade.

 

Escreva um comentário