Mercado Imobiliário

Como convencer o proprietário a alugar casa para estudantes ou pessoas com animais de estimação

Com as devidas precauções tomadas, alugar um imóvel para jovens com animais de estimação pode ser um negócio duradouro (Foto: Shutterstock)
Com as devidas precauções tomadas, fechar negócio com este perfil de cliente pode ser um negócio duradouro (Foto: Shutterstock)

Nem sempre alugar um imóvel para jovens, universitários ou pessoas que tenham animais de estimação pode ser considerado um mau negócio. Na visão de João Rocha, diretor de imóveis prontos e locação na Viana Negócios Imobiliários, não há muitas dificuldades neste tipo de locação. “Basta fazer um bom seguro-fiança, garantindo o recebimento do aluguel, sem resultar em dificuldades com inadimplência”, avalia.

Em relação à manutenção e cuidados com o imóvel, existe também o trabalho de vistoria em que é feito o registro das condições do imóvel no início do contrato e um acompanhamento em toda renovação. “Isso garante que os universitários não deteriorem o imóvel no decorrer do prazo”, explica.

Rocha lembra que ainda há o argumento de que a locação para este perfil de cliente pode ser uma renda garantida de longo prazo, pois dificilmente o aluno sairá de seu imóvel até o término do curso, que pode durar quatro anos, em média.

Animais de estimação

Em relação aos animais de estimação, em imóveis localizados em condomínios é preciso seguir as normas. “Se há permissão não vemos dificuldades em conseguir a locação, pois já há regras e políticas que minimizam os conflitos e estas regras existem em defesa do proprietário e também dos demais moradores.”

Quanto aos imóveis individuais fica difícil impedir o animal de estimação, mesmo porque o inquilino pode não ter um animal de estimação no momento inicial da locação, mas poderá adquirir um posteriormente, muitas vezes até sem notificar a administradora ou o proprietário.

Escreva um comentário