Mercado Imobiliário

Como vender um imóvel em 5 minutos para investidores?

Neste momento político e econômico instável, muitas pessoas estão em dúvida se é interessante ou não investir no mercado imobiliário brasileiro. Na opinião de Pedro de Seixas Corrêa, professor da FGV (Fundação Getulio Vargas), para tomar uma decisão a respeito deste investimento é importante levar em consideração várias situações, pois isso vai depender da necessidade, da situação e do perfil de cada um.

(Foto: Shutterstock)
É um momento em que podem ser encontradas maiores oportunidades de negociações (Foto: Shutterstock)

“Hoje a oferta está maior do que a procura devido a alguns motivos, como a situação econômica atual e também devido às peculiaridades do próprio mercado imobiliário, que vive de ciclos”, diz.

Segundo ele, a oferta maior do que a procura naturalmente abre possibilidades. É um momento em que podem ser encontradas maiores oportunidades de negociação. “Mas é importante destacar que se trata de um investimento de longo prazo. Para quem quer retorno imediato é de muito risco”, alerta.

Considerando isso, é necessário entender o que a pessoa quer. Se deseja gerar receita ou renda com aluguel, se quer valorização futura do imóvel ou se é para uso próprio. Se for para locação, deve pensar na liquidez e aceitação desse imóvel pelo futuro inquilino e também verificar o estado do imóvel e se haverá necessidade de outros gastos. É importante tentar projetar o futuro da localização, avaliando se vai permanecer como está ou melhorar.

“Quando se compra um imóvel para locação ou para venda no futuro deve-se imaginar o imóvel ideal para o futuro inquilino ou comprador”, avisa Corrêa.

Também é importante destacar que um imóvel gera despesa quando fica vazio, já que é preciso pagar itens como condomínio e impostos. Então, é necessário se planejar para esses gastos.

Escreva um comentário