Mercado Imobiliário

Corretor encontra na noite agitada de SP uma boa oportunidade de negócio

Nilton Beato não tinha conseguido vender nenhum apartamento em quatro meses de profissão até o dia em que ficou depois do horário no estande e conseguiu o primeiro interessado. Nascia ali o corretor da madrugada. “Vendo imóveis para quem trabalha à noite e para quem curte a noite”, conta ele.

Para vender, Beato carrega os folders do imóvel e tem todas as informações na ponta da língua – explica o empreendimento, a localização, insiste, volta. Apaixonado pelo que faz, ele diz que chegou a trabalhar 24 horas seguidas, fazendo o horário normal e a noite. “De cada dez pessoas que eu abordava na noite, eu acertava duas”, explica Beato.

Hoje, ele conta com uma equipe e vai com ela aos principais pontos badalados da cidade. Entre os negócios fechados por Beato estão apartamentos na Praça da República de 27 a 49 metros quadrado, na Avenida Brigadeiro Luis Antonio, de 40 e 57 m², por até R$ 450 mil, e no Brás por até R$ 400 mil. Em Campinas, vendeu imóvel no bairro Cambuí, de 46 e 65 m², por até R$ 420 mil.

Escreva um comentário