Mercado Imobiliário

Cresce procura por investimentos imobiliários em Orlando

Muito conhecida por seus parques de diversão, Orlando também tem atraído os olhos de muitos investidores brasileiros. Isso porque, diferentemente de outras regiões da Flórida como Miami, ainda é bem fácil encontrar imóveis com preços acessíveis e com projeção de valorização de 15% ao ano nos próximos 3 anos. A cidade tem previsão de inúmeros lançamentos assim como atrações até 2016, expansão de pontos turísticos como Downtown Disney, entre outros.

(Foto: Shutterstock)
A projeção de valorização dos imóveis é de 15% ao ano nos próximos 3 anos (Foto: Shutterstock)

Além disso, a cidade tem um potencial de turismo enorme, o que faz com que os imóveis sejam pagos com seu próprio aluguel, visto que a taxa média de ocupação de quartos de hotel e casas para alugar é de cerca de 75% ao ano. As receitas com aluguel podem cobrir os custos de manutenção do imóvel e os impostos.

Investir em imóveis nos Estados Unidos sempre foi uma alternativa clássica de diversificação para endinheirados de toda a América Latina, e os brasileiros não são exceção. A Flórida lidera as preferências desses investidores, pela proximidade geográfica, pelo clima mais ameno e pela abundância de latinos, que a torna mais próxima em termos culturais. Não por acaso, Miami, principal cidade do estado, foi uma das primeiras cidades a ver seus preços retornarem aos patamares pré-crise.

Segundo Danielle Villa Nova Arello, supervisora de marketing do Magic Village Resort, um luxuoso condomínio de casas em estilo resort pensado e projetado por brasileiros para brasileiros, os interessados em adquirir um imóvel financiado precisam apenas de um passaporte com visto válido e um comprovante de residência. A Incorporadora dá o suporte durante todo o processo de compra, procurando sempre ter parceiros que falem a língua do comprador.

Financiar um imóvel nos Estados Unidos pode sair mais barato do que no nosso País. O plano mais comum é financiar 50% do valor do imóvel, em geral em contratos de 30 anos, pagando juros de 5% a 6,25% ao ano.

Para efeito comparativo, Danielle, calcula que uma casa de quatro suítes, com 471 m² em um condomínio fechado no Guarujá, litoral de São Paulo, custa em média R$ 5 milhões, o que equivale a aproximadamente US$ 2 milhões. Uma casa de quatro suítes e de 261 m² no Magic Village – que está em sua última fase de construção e vendas, com mais de 80% dos imóveis vendidos – é negociado a um valor médio de US$ 400 mil (R$ 940 mil).

 

Escreva um comentário