Mercado Imobiliário

Custo da diária de aluguel no feriado de outubro deve atrair mais clientes para o litoral

Nas praias do Guarujá e Santos, apartamentos pequenos, de um dormitório e com acomodação de até seis pessoas, são alternativas para quem deseja curtir o feriado sem gastar muito. As diárias de locação estão a partir de R$ 114,28. Situação adequada para os corretores de imóveis que segundo a pesquisa do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo), com 38 imobiliárias presentes nas praias do litoral norte, central e sul, este é o menor valor disponível encontrado para o feriado. Já a locação mais cara, é capaz de acomodar em quatro dormitórios 15 pessoas por R$ 1.572 a diária.

(Foto: Shutterstock)
Ainda existem diversas opções para o feriado  e os preços variam de acordo com a região (Foto: Shutterstock)

“Há tempo ainda de arrumar uma boa casa ou apartamento e negociar os valores das diárias pois os proprietários de imóveis não ignoram que o aperto nas finanças é geral”, afirma José Augusto Viana Neto, presidente do Creci-SP.

A pesquisa ainda apurou que existem diversas opções para este feriado e que os preços variam de acordo com a região e o tipo e tamanho do imóvel. Um apartamento dos mais procurados de dois dormitórios, pode ser alugado por R$ 413 em Ubatuba e Caraguatatuba, no litoral norte, por R$ 185 no Guarujá e Santos, no litoral central, e por R$ 283 em Praia Grande e Peruíbe, no litoral sul.

Casas com dois dormitórios estão em torno de R$ 400 no litoral norte, R$ 280 no litoral central e R$ 313  no litoral sul. Já para as famílias grandes, que costumam optar por casas ou apartamentos de três dormitórios estão disponíveis a partir de R$ 790 por dia no litoral norte, R$ 653,70 no litoral central e R$ 582,80 no litoral sul.

As imobiliárias mantêm plantões nas cidades pesquisadas, sempre com corretores prontos para ajudar os interessados em fechar a locação sem risco. ”A recomendação que fazemos é que se procure uma imobiliária ou corretor, pois eles são a garantia de que o contratado será cumprido”, assegura o presidente da entidade.

Escreva um comentário