Mercado Imobiliário

Drones estimulam vendas e locação de imóveis

drones
É um veículo aéreo que funciona sem tripulação e é controlado remotamente (Foto: Shutterstock)

Já imaginou fechar um negócio com base apenas em imagens de um produto? Pois bem, com os drones, usados no mercado imobiliário, já tem cliente comprando ou alugando um imóvel vendo apenas  o material captado pelo equipamento. O drone é um veículo aéreo que funciona sem tripulação. Ele é controlado remotamente e pode realizar inúmeras tarefas. Os drones são utilizados até em guerras ou em tarefas como entregar pizzas. Mas estarão cada vez mais presentes no cotidiano.

A imobiliária CS Negócios Real State, que atende principalmente clientes de alta renda (pequenas e médias empresas e multinacionais), alugou recentemente um galpão para uma importante empresa norte-americana. Detalhe – o executivo, que estava nos Estados Unidos,  viu apenas as fotos e as imagens feitas em ultra HD pelo drone modelo Phantom 3. “Nós começamos a usar o drone na imobiliária há dois anos e meio. As construtoras trouxeram o equipamento para o segmento. E surgiu a ideia – a imobiliária também pode”, diz o CEO da CS Negócios Real State, Charles Henry Calfat. E não se arrependeu.

Segundo ele, trata-se de um diferencial que conquista clientes todos os dias. Calfat projeta que as vendas, todos os meses, são pelo menos 30% maiores por conta do uso do drone. As imagens são colocadas no Youtube e fazem sucesso. “Trata-se de uma vantagem competitiva. Comprei o Phanton 1, troquei pelo 2 e hoje tenho o 3. Adquiri este último em outubro de 2015, com investimento de US$ 7 mil. Valeu muito a pena, obtive retorno bem rápido. O drone chama a atenção do cliente e traz mais credibilidade para a empresa”, diz Calfat. Ele diz que segue as regras da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). “O drone não voa acima de 120 metros. Isso garante a segurança no uso do equipamento”.

Escreva um comentário