Mercado Imobiliário

Drones podem ajudar na venda de imóveis

drones

Você sabe o que é ou, pelo menos, já ouviu falar em drones? Eles são robôs guiados por controle remoto e equipados com câmeras que possibilitam filmagens e fotografias de alta definição.

O setor imobiliário já conta com alguns destes robôs para ajudar na venda de imóveis. Com o uso desta tecnologia, o corretor pode ajudar o cliente a visualizar áreas e terrenos, por exemplo, para conhecer melhor os arredores, como desnível de loteamento, fachada do imóvel, etc..

A CS Negocios Real Estate é uma das empresas que utiliza os drones para mostrar os imóveis aos seus clientes. Este é um meio que facilita a vida do consumidor, que pode conhecer o empreendimento, pela internet. E, se gostar, pode agendar uma visita no local.

Para José Eduardo Cazarin, proprietário da Axpe Imóveis, o uso de drones pode ser um recurso muito interessante para os compradores de imóveis. “Hoje a maioria das pessoas começa a procura de um imóvel pela internet. Quanto mais imagens estiverem disponíveis, fica mais fácil para o cliente conhecer o local e o empreendimento. No caso de um apartamento, por exemplo, ele pode até ter a imagem real da vista da janela do imóvel”, avalia.

NO MERCADO – Estes equipamentos já estão disponíveis no mercado. No entanto, ainda não há regras definidas para o uso deles aqui no Brasil. Conforme a Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), independentemente do tamanho ou peso, a operação irregular desse tipo de aeronave pode acarretar risco ao espaço aéreo. O preço destes robozinhos parte de R$ 400 e é possível encontrar em diversos sites. Ele substitui a s imagens feitas por helicópteros ou gruas, por exemplo, além de ser muito mais barato.

CONSTRUTORAS –  Construtoras já estão de olho na oportunidade de usar esta tecnologia. A Tecnisa, por exemplo, iniciou um projeto de enviar imagens mensais para os clientes (do empreendimento Jardim das Perdizes) mostrando como está o andamento das obras.

Veja estes vídeos produzidos por eles:

http://youtu.be/6_y-GYwbRvc

http://youtu.be/euZrOxlnriQ

E você, corretor, o que acha desta tecnologia? Dê sua opinião.

Escreva um comentário