Mercado Imobiliário

Saiba como explicar para o seu cliente quando utilizar dação

Vamos imaginar a seguinte situação: você fechou um negócio e ficou acertado com o proprietário que sua comissão seria 6% do valor da venda. Porém, você não recebeu a quantia na data combinada. O dono do imóvel alega que não tem o dinheiro para efetuar o pagamento, mas pode dar um carro para quitar a dívida. Essa transação é denominada dação.

dação
(Foto: Shutterstock)

+ Gostou das dicas? Aproveite e deixe seu comentário!

+ Faça seu cadastro no ZAP Pro e receba as novidades!

É muito comum ouvir que uma pessoa “perdeu” seu imóvel para pagar o que devia para um banco ou uma instituição, quando na realidade ela usou um bem para se livrar da dívida. O advogado civil Marcos Paulo Bueno explica que para que a dação seja concretizada, ou seja, para que a dívida acabe assim que a pessoa transfira um imóvel ou algum bem para o seu credor, é preciso seguir algumas regras, são elas:

Quando a dação pode ocorrer:

– o valor do bem deve ser igual ou superior ao valor da dívida;

– o pagamento será efetuado com algo diferente do acertado antes;

– o credor aceite a modificação da forma de pagamento;

– a dívida deve ter sido criada anteriormente a dação.

Segundo Bueno, essa forma de pagamento pode ser encontrada tanto nas negociações normais como nas dívidas de impostos municipais, estaduais ou federais, atendendo as regras do local e as limitações da lei. “No momento do pagamento, o valor do bem ou serviço substituto da obrigação deve ser expresso pelas partes para efeito da cobrança de tributos”, explica.

Caso o credor aceite a dação, ele vai fazer um termo de quitação que deve ter especificado: o valor, o bem dado em pagamento e data da transferência.

O advogado dá outros exemplos de quando a dação pode ser realizada, veja quais são eles:

– Um comerciante compra determinado piso de um fabricante para utilizar na construção de um condomínio. Mas aquele modelo não está disponível no estoque na data de entrega. O fabricante informa que aquele produto acabou, mas possui outro piso de valor equivalente e para pronta entrega. Se o contratante aceitar, é o fim da obrigação.

– Uma pessoa vendeu um eletrodoméstico, mas não recebeu o pagamento que foi acordado entre eles. O devedor então se propõe a pintar toda a residência do credor como forma de pagamento.

“Sendo aceito e executado o serviço na forma acertada, será o fim da dívida também. A dação em pagamento é mais uma maneira de saldar dívidas”, diz Marcos Paulo Bueno.

+ Redes sociais: cuidado com a reputação digital

+ Veja 11 dicas para você melhorar seu marketing digital

+ Conheça a história de um casal que se apaixonou pela profissão de corretor de imóveis

+ Corretor de imóveis utiliza van personalizada para negociar imóveis

+ Conheça o corretor que escreve poesias para atrair clientes

+ Conheça a corretora que usa energia para vender imóveis

Escreva um comentário