Mercado Imobiliário

FipeZap aponta queda nos aluguéis no 1º trimestre do ano

O Índice FipeZap de Locação, que acompanha o preço do aluguel em nove cidades brasileiras, registrou aumento de 1,53% em março de 2015 na comparação com o mesmo mês do ano passado. Nesse mesmo período o aumento da inflação medida pelo IPCA (IBGE) foi de 8,13%, fazendo com que o preço médio de locação registrasse queda em termos reais de 6,11% nos últimos 12 meses.

Salvador e São Bernardo do Campo registraram os maiores aumentos (Foto: Shutterstock)
Salvador e São Bernardo do Campo registraram os maiores aumentos (Foto: Shutterstock)

Na comparação mensal (entre fevereiro e março de 2015), Salvador e São Bernardo do Campo registraram os maiores aumentos, enquanto Curitiba, Santos e Brasília foram as cidades que apresentaram queda nominal no preço médio.

Vale lembrar que os preços anunciados para locação considerados para o cálculo do índice são para novos aluguéis. Ou seja, o Índice FipeZap de Locação não mede a variação dos contratos vigentes (normalmente reajustados automaticamente pelo IGP-M/FGV ou por outros índices de correção).

Assim, mostra de forma mais dinâmica como a demanda e a oferta por moradia estão se relacionando. Cabe notar que em março do ano passado o aumento do preço de locação foi inferior à variação do IGP-M/FGV.

Além disso, ao comparar o preço de locação com o preço de venda dos imóveis, notamos que em março de 2015, o retorno médio com aluguel foi de 4,9% ao ano. Ao mesmo tempo, a taxa de juros real no Brasil foi de 6,1%. Desde setembro em 2014 a taxa do aluguel está abaixo dos juros reais.

O preço médio anunciado para locação por m² nas nove cidades pesquisadas em janeiro/2015 foi de R$ 34 no mês. A cidade com o m² mais caro foi o Rio de Janeiro (R$ 41 no mês), seguida por São Paulo (R$ 38 no mês). O aluguel mais barato foi em Curitiba (R$ 16 no mês).

BASE-IMAGENS-MATERIA-FIPEZAP-ANALISE-MERCADO-IMOBILIARIO

Escreva um comentário