Mercado Imobiliário

Futuro das construções sustentáveis no País será discutido em SP

Em tempos de debates relacionados ao meio ambiente, o Brasil segue a tendência mundial de desenvolvimento tecnológico em busca de produtos que tenham foco em construções sustentáveis, com melhor custo-benefício e eficiência energética.

 País ocupa atualmente a quarta posição no ranking mundial de edificações registradas na certificação LEED (Foto: Banco de Imagem/Shutterstock)
Brasil ocupa atualmente a 4ª posição no ranking mundial de edificações registradas na certificação LEED (Foto: Banco de Imagem/Shutterstock)

De acordo com o Green Building Council Brasil (GBC Brasil), o País ocupa atualmente a quarta posição no ranking mundial de edificações registradas na certificação LEED, presente em 143 países, atrás de Estados Unidos, China e Emirados Árabes, com perspectivas de, no curto prazo, melhorar ainda mais a sua posição. Com este cenário ao fundo, será realizada a 5ª edição da Greenbuilding Brasil – Conferência Internacional e Expo – o evento da construção sustentável da América Latina, entre os dias 5 e 7 de agosto, no Transamerica Expo Center, em São Paulo.

Esta edição reunirá empresas e importantes nomes da indústria da construção civil sustentável, além de promover a capacitação profissional por meio de cursos e sessões educacionais com vistas ao desenvolvimento econômico deste setor. Em paralelo ao evento, será realizado o Congresso Mundial do World Green Building Council, que reunirá os principais líderes globais que atuam diretamente nas questões ligadas às construções sustentáveis.

Com base no balanço recente divulgado pelo GBC Brasil – organização que concede a certificação LEED no País – até o terceiro trimestre de 2014, o Brasil contabiliza 873 edificações registradas. Desse total, 158 já receberam a certificação. O LEED é um sistema internacional de certificação e orientação ambiental para edificações, com o propósito de incentivar a transformação da indústria da construção desde as fases de projetos, a obra em si e a operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade.

Para que um imóvel garanta a certificação é necessário cumprir pré-requisitos e sugestões de práticas de green building, que são creditados ao projeto quando conseguem atingir as recomendações estabelecidas. O nível da certificação é definido conforme a quantidade de pontos adquiridos na avaliação, podendo variar de 40 pontos (nível certificado) a 110 pontos, (nível platina). “Para ter-se uma ideia, a soma de toda a área já registrada no Brasil representa 34 milhões de m² construídos”, ressalta Felipe Faria, diretor geral do Green Building Council Brasil.

No restante do mundo, dos 59.212 edifícios registrados até agora, 21.500 já receberam certificação. Os números representam cerca de 10,2 bilhões de metros quadrados construídos, que podem gerar, dependendo das características do projeto, uma redução no consumo de 40% de água e 30% de energia elétrica. Deste total de pedidos de certificação, cerca de 40% dos projetos estão fora dos Estados Unidos e concentram-se, sobretudo, em países como China, Emirados Árabes, Brasil, Canadá, Índia, México, Alemanha, Turquia e Chile.

De acordo com estudo feito pela consultoria Ernest Young, em parceria com o GBC Brasil e divulgado em 2013, a participação das construções verdes no PIB da construção no Brasil chegou aos 10% e deve crescer. “Com o aumento gradativo nos pedidos de certificação que o país apresenta ano a ano, a tendência é que num futuro breve possamos equiparar-nos aos líderes desse segmento em termos de participação. Só em 2013, o GBC Brasil quantificou dois novos registros a cada três dias úteis no ano, sendo quatro certificações por mês”, afirma Faria.

Serviço

5ª Greenbuilding Brasil – Conferência Internacional e Expo
Data: 5 a 7 de agosto de 2014
Horário de exposição: 10h – 20h
Horário do congresso: 9h – 19h
Local: Transamerica Expo Center
Endereço: Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro – São Paulo
Mais informações: www.expogbcbrasil.org.br

Escreva um comentário