Mercado Imobiliário

Novos contratos de locação de imóveis crescem 5% em SP

O número de novos contratos de locação de imóveis na cidade de São Paulo cresceu 5,2% nos primeiros cinco meses deste ano, na comparação com igual período de 2013. É o que aponta balanço da Lello, empresa de administração imobiliária no Estado.

Segundo a administradora, que em 2014 completa 60 anos de existência, 30% dos imóveis alugados entre janeiro e maio deste ano foram comerciais. Do total de unidades comerciais locadas no período, 31% foram salas comerciais para escritórios como contabilidade e advocacia, além de clínicas médicas e odontológicas. Outros 21% foram casas comerciais para instalação de escolas e salões de beleza principalmente.

(Foto: Divulgação)
Entre os imóveis residenciais alugados, 83% foram em prédios de apartamento (Foto: Divulgação)

Os salões representaram 15% das novas locações comerciais nos cinco meses iniciais de 2014, mesmo índice das lojas comerciais, utilizadas principalmente para comércios de calçados e roupas, além de lanchonetes. Já os galpões, usados para indústria e empresas de armazenamento, responderam por 10% dos novos negócios, enquanto os prédios comerciais (para instalação e expansão de empresas) representaram 8% do total.

Entre os imóveis residenciais alugados entre janeiro e maio deste ano, 83% foram em prédios de apartamento. O valor médio do aluguel residencial ficou em R$ 2,2 mil e os apartamentos mais alugados foram os de dois dormitórios com uma vaga na garagem.

“O setor de locação imobiliária em São Paulo não para. Os moradores vivem uma aventura diferente a cada dia para chegar ao trabalho. Por isso, estamos assistindo, cada vez  mais, a pessoas em busca de um imóvel perto do trabalho, pois querem mais qualidade de vida”, diz Roseli Hernandes, diretora comercial da Lello Imóveis.

Escreva um comentário