Mercado Imobiliário

O que fazer com a comissão recebida?

Especialista: Finanças

Tão desejada no dia a dia de todo corretor de imóveis, a comissão, por mais que incrível que pareça, muitas vezes pode atrapalhar as contas desse profissional. O motivo? A falta de planejamento financeiro, uma dificuldade para muitos trabalhadores sem renda fixa, os liberais.

(Foto: Shutterstock)
Poupe para que sempre exista uma reserva (Foto: Shutterstock)

Obviamente, não são todos os profissionais liberais que têm problemas para planejar finanças.  Os mais organizados conseguem avaliar se as expectativas de vendas para os próximos meses são boas e, principalmente, sabem administrar os rendimentos de um “mês bom”. Aos que não têm isso tão claro, trago algumas indicações sobre o que fazer com o dinheiro que entra com a comissão:

1 – Uma boa alternativa é destinar parte da comissão para uma poupança de suprimento das despesas mensais a vencer. Seria uma espécie de “capital de giro do corretor”, para que sempre exista uma reserva;

2 – Se estiver em uma situação de relativa tranquilidade financeira, o corretor pode destinar parte da comissão a uma aplicação de longo prazo. Mas aqui é importante ressaltar: desde que realmente tenha a certeza de que não vai precisar resgatar antes da data prevista;

3 – Independentemente da situação, o corretor não deve se esquecer de pensar também nos impostos devidos sobre os seus ganhos. Infelizmente, muitos acabam deixando isso de lado e, no final, pagam mais tributos do que seria necessário.

Escreva um comentário