Mercado Imobiliário

Veja como ter sucesso na venda de terrenos

A localização do terreno é fundamental para garantir a boa venda.  (Foto: Shutterstock)
A localização do terreno é fundamental para garantir a boa venda (Foto: Shutterstock)

O corretor que deseja atuar na venda de terrenos precisa ter bom conhecimento técnico, entender de legislação e zoneamento. Na opinião do engenheiro e corretor Gustavo Feola, um terreno vale o que pode ser feito em cima dele. “Mas para construir um prédio, por exemplo, é preciso saber se há restrições da prefeitura e de outros órgãos. E isso pode limitar os valores e os clientes”, avisa.

Segundo Feola, o ponto de partida para o corretor que trabalha ou quer trabalhar nesta área é ter noções técnicas para poder fazer a avaliação do terreno e, a partir daí, fazer a parte comercial. “É preciso saber avaliar se o terreno pode ser usado para um shopping, para uma indústria, para consultórios, enfim, estudar para quem pode ser oferecido. Essa análise deve ser feita com critério”, alerta.

Localização

A localização do terreno é fundamental para garantir a boa venda. Além disso, é importante ser claro nas informações. Um profissional com ética e com informações precisas terá um resultado mais rápido e melhor.

Em São Paulo e outras cidades grandes não é fácil encontrar grandes terrenos únicos. “Normalmente é necessário fazer a formatação da área, derrubando várias casinhas, e esse trabalho é mais complicado. É preciso negociar com todas as famílias ao mesmo tempo e, por isso, é preciso muito planejamento. Algumas vezes é utilizado até o trabalho de um psicólogo para escutar o que as pessoas têm para falar”, afirma.

Feola argumenta que, às vezes, é necessário associar-se a profissionais e parceiros locais, que podem conhecer melhor a região e facilitar a definição do que será feito no terreno.

“Resumindo, considero que a venda de terrenos é um negócio bastante rentável, muitas vezes melhor do que imóveis prontos, pois oferecem bom custo-benefício, mas os bons resultados dependem do trabalho do profissional. Se ele não tiver estrutura, não adianta trabalhar dez áreas ao mesmo tempo. É melhor ter menos terrenos para vender, mas realizar um trabalho mais eficiente”, diz.

“Sugiro que o corretor estude, planeje como vai agir e tenha paciência. O retorno para a venda de terrenos ocorre acima de seis meses. A comissão é de fato polpuda, mas muitas vezes é dividida com outros parceiros”, explica.

 

Escreva um comentário