Mercado Imobiliário

Ofurô e sauna lideram áreas que quase ninguém usa em prédios

Novidade nos mais recentes condomínios residenciais de São Paulo, o ofurô não tem recebido muita atenção dos moradores e lidera a ociosidade entre os novos espaços de lazer projetados nas áreas comuns dos empreendimentos.

(Fotos: Shutterstock)
Sauna é outro item que tem pouca receptividade por parte dos condôminos (Fotos: Shutterstock)

Segundo Márcia Romão, gerente da divisão de atendimento ao cliente da Lello, empresa de administração condominial, a sauna é outro item que tem pouca receptividade por parte dos condôminos. “São locais muito íntimos. É diferente quando se está num hotel ou spa. Nos condomínios você irá encontrar e conviver com os vizinhos praticamente todos os dias”, diz.

Outro local que costuma ficar vazio é o chamado “espaço zen”, área destinada à meditação, mas que geralmente está localizada próxima de outras áreas de grande circulação de pessoas.

Os espaços que dependem de contratação de funcionários, a exemplo de pet care e “espaço mulher”, costumam ficar vazios se não houver nenhum profissional cuidando do local.

“Todos esses locais ficam ociosos na grande maioria dos dias do mês, incluindo os finais de semana, quando a circulação de condôminos pela área comum é sempre maior”, avalia Márcia.

Para evitar que as áreas de entretenimento e lazer dos condomínios fiquem ociosas, a dica é inovar. No caso do “espaço zen”, por exemplo, a recomendação é formar turmas de Tai Chi Chuan ou ioga. Para incrementar o uso da sauna, pode-se promover palestra com esteticista para explicar aos condôminos quais são seus benefícios. E, para o ofurô, é recomendável divulgar agendas de uso individualizado, reservando um apartamento por vez, para que a família possa utilizar o equipamento sem a presença de outros moradores.

“É importante que o síndico divulgue que essas áreas mais especializadas, como ofurô e sauna, passam por limpeza e higienização rotineiras”, observa Márcia Romão.

Novidade nos mais recentes condomínios residenciais de São Paulo, o ofurô não tem recebido muita atenção dos moradores e lidera a ociosidade entre os novos espaços de lazer projetados nas áreas comuns dos empreendimentos
Salão de festas, churrasqueira, piscina e sala de brinquedos ou playgrounds ainda são áreas mais concorridas

Ela explica que empresas devidamente contratadas pelo condomínio podem auxiliar no bom funcionamento do pet care e do “espaço mulher”, com a criação de rotinas e cronogramas de atividades desses espaços, bem como com o correto dimensionamento da demanda.

Apesar dos espaços diferenciados que os condomínios residenciais mais recentes oferecem, locais como salão de festas, churrasqueira, piscina e sala de brinquedos ou playgrounds ainda são, segundo Márcia, as áreas de lazer mais concorridas pelos moradores de prédios em São Paulo.

Escreva um comentário