Mercado Imobiliário

E os ventos que um dia sopraram no mercado imobiliário, ainda continuarão a soprar?

Especialista: Investimentos imobiliários

Em momentos onde se ouve diariamente sobre o aumento da taxa básica de juros, inflação fora do centro da meta, instabilidade econômica, nível alto de endividamento das famílias, o que pensar? O que fazer? Será que os ventos bons da economia que um dia aqui sopraram, continuarão ainda a soprar?

investimento-imoveis-zappro

A palavra de ordem da vez é precaução, e sinceramente acredito que pelo menos nos próximos seis meses no mínimo, continuará sendo. É momento de planejar bem o que será feito com o que se tem e adotar o melhor planejamento imobiliario, visando a melhor relação possível de custo-benefício em tempos de crise.

Para quem tem um financiamento imobiliário ativo, não é o melhor momento de se desfazer do imóvel, especialmente após as recentes mudanças ocorridas na oferta de crédito por parte das instituições financeiras.

No caso da aquisição do imóvel no intuito de sair da situação de déficit imobiliário (imóveis alugados ou cedidos), o momento é de uma conversa franca com o gerente na tentativa de renegociar o financiamento alargando o prazo e pleiteando uma taxa de juros atrativa de modo que a parcela volte a caber na restrição orçamentária mensal.

Já para os que compraram com a perspectiva de investimento em imóveis é tempo de quem sabe tentar fazer do aluguel a melhor saída para viabilizar o pagamento das parcelas mensais e esperar novamente o aquecimento do mercado. Se há economias guardadas também há a oportunidade de se comprar os melhores imóveis, visto que a baixa demanda unida ao cenário de oferta de moderada a alta, tendem a influenciar na redução dos preços.

Outra alternativa interessante é o investimento em lotes nos quais geralmente, o valor de aquisição é menor, a tendência é de que valor inicialmente investido seja superado numa possível revenda, além de o adquirente poder utilizá-lo tanto para construir um imóvel futuramente quanto como entrada em outro financiamento.

Para as empresas que atuam no ramo imobiliário a lição de casa é um pouco mais ardilosa, as possibilidades devem ser estudadas: para prospecção de novos empreendimentos a análise deve ser embasada pelos pilares consumo e concorrência; para empreendimentos que experimentam o desaquecimento de vendas o ideal é uma reflexão sobre onde está realmente o meu público alvo? Esse público tem condições de adquirir o meu produto ao preço pedido? Como posso tornar minha tabela de vendas mais atrativa? Qual diferencial devo potencializar no meu produto?

E apesar de todos os clichês supracitadas e da fórmula aparentemente ultrapassada, a conclusão é que o desespero é oportuno, mas não necessário. A economia passa por ciclos, nos quais vivenciamos momentos de retração e expansão econômica, o que hoje parece difícil será acomodado de tal modo que o mal não durará para sempre e a médio e longo prazos, os ventos que hoje aqui sopraram, deixarão de ser essa brisa que prenuncia uma tempestade para os investimentos imobiliários e voltarão a novamente ser uma brisa leve e agradável do fim de tarde de verão.

 

Escreva um comentário