Mercado Imobiliário

Preço do m² perde para a inflação na maioria das cidades em novembro, aponta FipeZap

O Índice FipeZap, que acompanha o preço dos imóveis em 20 cidades brasileiras, acumula alta de 6,35% em 2014. Esse valor é 0,68 ponto percentual superior ao IPCA do período (considerando a expectativa de inflação no mês de novembro apurada pelo boletim Focus/Banco Central). Ou seja, o quadro dos últimos meses se mantém: o preço médio dos imóveis apresenta pequeno aumento real neste ano.

(Foto: Shutterstock)
O preço médio dos imóveis apresenta pequeno aumento real neste ano (Foto: Shutterstock)

Na comparação com outubro de 2014, a variação do levantamento, foi de 0,45%. Esse valor é menor do que a variação do IPCA de 0,59% esperada para o mês, o que significa que em novembro houve queda em termos reais do preço médio anunciado dos imóveis. Novamente São Paulo (0,26%) e Rio de Janeiro (0,16%) chamaram a atenção porque registraram pelo segundo mês consecutivo a menor variação mensal desde o início da série histórica.

Considerando os doze últimos meses, a variação acumulada foi de 7,37%. Em novembro houve redução na alta acumulada pelo décimo segundo mês consecutivo: um ano antes, o aumento em 12 meses era praticamente o dobro (13,8%).

A cidade com o m² mais caro continua sendo o Rio de Janeiro (R$ 10.847), seguida por São Paulo (R$ 8.323). Os dois municípios que apresentaram os menores preços foram Contagem (R$ 3.362) e Goiânia (R$ 4.024). O valor médio do m² nas 20 cidades pesquisadas foi de R$ 7.510.

foto1

foto2 foto3

Escreva um comentário