Mercado Imobiliário

Preço médio dos imóveis sobe 0,60% em julho, diz FipeZap

O Índice FipeZap, que acompanha o custo dos imóveis em 16 cidades do Brasil, registra, em julho, alta do preço médio anunciado do metro quadrado nas 16 cidades pesquisadas, de 0,60% (atingindo o valor de R$ 7.574 ), fica acima da inflação esperada para o mês. Já em 12 meses, a variação acumulada, de 10,4%, é a menor desde 2011.

(Foto: Banco de Imagens/Shutterstock)
(Foto: Banco de Imagens/Shutterstock)

O índice mensal revela ainda que, nos primeiros sete meses do ano, o preço do m² do imóvel, subiu em média 4,11%, para uma inflação esperada de 3,9%, segundo o boletim Focus, do Banco Central. No entanto, em sete das 16 cidades pesquisadas, houve queda real de preços.

No mês de julho, o maior aumento foi registrado em Vitória (1,39%), enquanto a maior queda ocorreu em Brasília (0,44%). O Distrito Federal, inclusive, registra variação nominal negativa (1,05%) nos preços anunciados em 2014.

“Acredita-se que as quedas em Brasília, que já dura quase dois anos, e em Curitiba sejam explicadas por serem praças que estão passando por uma situação de excesso de oferta. Na época do boom de preços, decidiram construir muito nessas regiões, o que levou a estoques elevados e muitos imóveis disponíveis”, afirma coordenador do Índice FipeZap, Eduardo Zylberstajn. Em Curitiba, a queda nominal de preços foi de 0,57% no ano.

GRAFICO1

GRAFICO2

TABELA
Os valores médios do m² em junho ficaram entre R$ 10.699 (Rio de Janeiro) e R$ 3.949 (Vila Velha). São Paulo tem segundo valor mais alto entre as cidades monitoradas: R$ 8.186.

Escreva um comentário