Mercado Imobiliário

Preços de imóveis comerciais inicia o ano em queda

Uma pesquisa realizada pelo Índice FipeZAP Comercial mostrou que os preços dos imóveis comerciais iniciaram 2017 com queda. O preço do metro quadrado de venda teve uma queda de 0,29% entre dezembro e janeiro, já o de locação caiu 0,35%.

FipeZAP, PRÉDIOS
Nos últimos 12 meses os preços de venda acumulam queda de 2,95% e os de locação têm redução de 7,86% (Foto: Filipe Frazão/Shutterstock)

Isso representa, no acumulado dos últimos 12 meses, que as quedas foram de 2,95% para venda e de 7,86% para locação. Segundo os dados, se consideramos a inflação* de 5,35% no período, segundo IPCA/IBGE (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo/ Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), a queda real* de preços atinge 12,54% nos aluguéis e 7,88% no caso dos preços de imóveis comerciais à venda.

+ Gostou das dicas? Aproveite e deixe seu comentário!

+ Faça seu cadastro no ZAP Pro e receba as novidades!

A comparação entre o investimento feito em imóveis comerciais e uma alternativa de menor risco o CDI (Certificado de Depósito Interbancário), mostra que desde 2015 o investidor em imóveis comerciais tem tido, em geral, perdas. Em janeiro de 2017, enquanto o CDI rendeu 14%, os proprietários de saletas que estavam locadas tiveram um retorno médio de 2,2% (fruto da combinação entre o recebimento dos alugueis e da desvalorização de seus ativos).

Em janeiro, o valor médio do m² anunciado das quatro cidades monitoradas foi de R$ 10.087 para venda e R$ 43 para locação. Apesar da queda recente, Rio de Janeiro ainda tem os maiores valores por m² para venda: R$ 11.240. Por outro lado, São Paulo ultrapassou a capital fluminense e tem hoje o maior preço médio de locação: R$ 46. Assim, São Paulo registra também a maior taxa de rentabilidade do aluguel, com retorno anualizado de 5,5%.

*

– Variação negativa: É quando acontece uma queda no nível do indicador em questão;

  • – Inflação esperada: Expectativa de inflação coletada pelo Banco Central;

– Taxa nominal: Taxa sem ajustes inflacionários;

– Taxa real: Diferença entre taxa nominal e a inflação do período. É o preço real, o poder de compra.

  • – Inflação: Variação dos preços;

+ Saiba quais são as expectativas para o mercado imobiliário em 2017

+ Veja dicas para vender um imóvel para aposentado

+ Veja como tirar boas fotografias em ambientes com pouca luz

+ 5 dicas para você abordar seu cliente e vender mais

+ Entenda o que é recuperação judicial

+ Veja dicas de como não errar na fotografia imobiliária

+ Corretor, saiba como transformar leads em vendas

Escreva um comentário