Materiais Especiais

Qual o perfil do consumidor que negocia imóveis no Brasil?

Levantamento inédito realizado pelo Grupo ZAP com usuários dos portais ZAP e Viva Real  mostra qual o perfil do consumidor que negocia imóveis no Brasil. 

Os principais tópicos abordados foram:

INFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICASINFORMAÇÕES RESIDENCIAIS
Gênero
Estado civil
Idade
Renda
Escolaridade e filho(s)
Tipo de imóvel mais procurado
Situação da residência atual e finalidade do domicílio buscado
Localização desejada
Negociações preferidas para compra, venda e locação
Aspectos importantes sobre o novo imóvel
Principais motivações de busca
Canais pelos quais os consumidores preferem ser contatados
Animais de estimação e número de dormitórios

Confira aqui os dados na íntegra

Entender o momento do cliente é fundamental para uma negociação de sucesso (Fonte: Grupo ZAP)

Destaque para informações como: 

Gênero

Os dados mostram a presença significativa do grupo feminino no mercado brasileiro de busca imobiliária: 62% dos internautas respondentes são mulheres, enquanto os homens representam apenas 38% deste cenário. 

Renda

A maior parte dos entrevistados pertencem à classe D/E (renda de até R$ 4.999,00), sendo 62% do total. Em seguida aparece a classe C (renda de R$ 5.000,00 a R$ 9.999,00), representando 24% do público. A classe A/B (renda de R$ 10.000,00 ou mais) abrange apenas 14% da amostra. 

Considerando a faixa total de renda, a mediana é de R$ 3.860,00

Principais motivações de busca

Ficar mais próximo ao trabalho é um fator decisivo para 18% dos entrevistados. Casar e morar em um bairro mais seguro aparecem em segundo lugar, empatados com 15%. Mudar para um imóvel maior é significativo para 13% da amostra e está em terceiro lugar*. 

*Os entrevistados podiam escolher mais de uma resposta. 

Canais pelos quais os consumidores preferem ser contatados

Tendo em vista o dia a dia cada vez mais corrido dos clientes, a ligação não é mais a melhor opção para entrar em contato com eles. Atender a uma chamada pode ser um transtorno, assim como algumas informações podem ser esquecidas ao término da ligação.

O levantamento mostra que 80% dos usuários preferem que o contato seja feito pelo WhatsApp, enquanto 43% acham melhor o e-mail. A ligação tradicional aparece em terceiro lugar, com 27%, seguida pelo encontro presencial, com 9%*. 

*Os entrevistados podiam escolher mais de uma resposta. 

E muito mais!

Confira aqui os dados na íntegra

Escreva um comentário