Mercado Imobiliário

Saiba como cuidar do seu carro

Todo automóvel precisa de manutenção preventiva para evitar danos e falhas. Quem não faz manutenção pode ter problemas graves, e aqueles que trabalham o dia inteiro com o carro na rua, muitas vezes levando clientes para conhecer imóveis, devem ter mais cuidado ainda.

A revisão preventiva importante para o transporte do profissional e dos seus clientes
A revisão preventiva é importante para o transporte do profissional e dos seus clientes (Fotos: Shutterstock)

Segundo o engenheiro mecânico Rubens Venosa, a manutenção corretiva é mais cara que a preventiva. “O motorista precisa ficar atento a itens básicos, como água do radiador, o nível do óleo, os filtros de ar, óleo e combustível, além da calibragem dos pneus”, alerta. Revisões preventivas devem ser feitas a cada 10 mil quilômetros. Isso é importante para o transporte do profissional e dos seus clientes.

Também é necessário ficar atento aos prazos. Muitas vezes o corretor roda pouco com o carro e não atinge a quilometragem para a troca, mas se esquece de que o óleo vence também por prazo, são seis meses, 5.000 ou 10.000 quilômetros, dependendo do modelo. Isso deve ser checado no manual do veículo.

Venosa lembra que o uso do carro em condições severas exige que o período de troca seja diminuído em 50%. “Podemos considerar condição severa o uso de profissionais como taxistas, vendedores ou corretores, que dirigem em baixa velocidade, no anda-e-para das grandes cidades, e ficam sob o sol com o ar-condicionado ligado”, explica.

Para ajudar na economia de combustível, é importante substituir as velas a cada 20 mil km. Não se deve esperar o motor começar a falhar para trocar as velas. Além disso, a troca do filtro de ar e a calibragem dos pneus também são fundamentais para reduzir o consumo de combustível. A estimativa é de que cada libra a menos represente 15% a mais de uso de combustível. A falta de calibragem adequada também compromete a dirigibilidade e a segurança do carro.

Lembre-se de sempre verificar o nível da água
Lembre-se de sempre verificar o nível da água para evitar superaquecimento

Toda vez que você for encher o tanque do veículo é bom olhar o nível de água para evitar superaquecimento. Vale ressaltar que, se você tiver de repor água e óleo com frequência é importante procurar um mecânico, pois isso não é normal.

Não se esqueça também de checar as palhetas dos limpadores de para-brisa e traseiro. Elas devem ser trocadas uma vez por ano. Normalmente só nos lembramos disso quando pegamos um temporal no caminho.

Verifique também com regularidade as lâmpadas de faróis, lanternas e luz de freio e de ré. Os freios devem ser checados a cada 10 mil quilômetros, assim como a suspensão e o alinhamento do carro.

Posição dos bancos
Verifique se a posição dos bancos e dos equipamentos estão adequados

Para ter mais conforto e evitar dores no corpo ao dirigir, a sugestão é posicionar corretamente o banco e os equipamentos, como espelhos. Manter o amortecedor em dia também evita oscilações. Se os amortecedores não estão bons, a impressão que se tem é que você está dentro de uma carroça.

“Quando se usa o carro como ferramenta de trabalho, ele deve estar em ótimas condições, limpo, higienizado e com as revisões em dia”, reforça. Um carro sujo ou batido causa má impressão. Se possível, opte por carros médios, que oferecem mais espaço e conforto para você e seu cliente.

 

Escreva um comentário