Mercado Imobiliário

Saiba como lidar com os obstáculos do dia a dia

No meu artigo anterior, “9 passos para você se tornar um corretor de alta performance”, dei algumas dicas para te ajudar a criar estratégias de sucesso. Mas será que durante esta jornada tudo sairá como desejado?Acredito que você já saiba a resposta. Não! O que fazer para que os obstáculos não te impeçam de continuar com seus planos? Neste momento algo pode te diferenciar no mercado: Desenvolver seu Q.A. (Quociente de Adversidade).

Conheço excelentes corretores que estão vivendo momentos muito desafiadores, que chegam a duvidar de sua capacidade e paralisam, mesmo que temporariamente. Isto é prejudicial ao crescimento profissional e para os negócios, podendo interferir nas relações pessoais. As vezes ter talento não é suficiente, algumas competências comportamentais podem te ajudar muito na escalada do sucesso. Este artigo é um convite para olhar de outra forma para as adversidades, e dar dicas de como desenvolver seu Q.A.

obstaculos

No mercado imobiliário e na vida, conhecemos vários tipos de pessoas. Existem as que simplesmente preferem não se desafiar, as que aceitam desafios, porém preferem se manter em um certo limite, e as pessoas que estão sempre buscando novos desafios, pelo desejo de ir além de onde estão.

E foi estudando estes comportamentos que Paul Stoltz, consultor e pesquisador americano, desenvolveu o conceito do Q.A – Quociente de Adversidade. Ele entrevistou mais de 100 mil pessoas e, acredite, apenas 10% são as que buscam constantes desafios. A maioria, 80%, fazem o suficiente e 10% desistem!

+ Aprenda a controlar a sua ansiedade e venda mais

+ Veja 9 dicas para você ter sucesso nas vendas

Neste contexto, as pessoas que buscam desafios constantes desenvolvem alta capacidade de enfrentar, processar e encontrar soluções para as adversidades que as surpreendem. E se você nunca ouviu falar de Stoltz ou Q.A., certamente ouviu falar de Persistência e Resiliência… Diante de cenários competitivos estas competências são muito valorizadas, e podem ser seu diferencial competitivo frente a outros corretores de imóveis.

Ter um índice alto de Q.A. está relacionado a forma como a pessoa percebe e responde as adversidades que experimenta. Talvez você esteja questionando agora qual será seu indicie de Q.A. E se você já o considerava baixo, a boa notícia é que, segundo Paul Stoltz, é possível aumentar seu Q.A. para ser mais bem-sucedido. Saiba como:

1) Observe suas respostas frente aos obstáculos

Observar os próprios pensamentos, sentimentos e atitudes, sobre como você percebe e lida com obstáculos, ajuda a identificar padrões de respostas. Estas respostas indicam a forma que você acredita que pode influenciar ou controlar a situação, bem como, de que forma você enxerga a extensão e duração do obstáculo.

Talvez você esteja lidando com as situações da mesma forma (padrão), e isso pode limitar sua percepção de solução. Um bom primeiro passo é se desassociar do contexto, ou seja, como se ele tivesse acontecendo com outra pessoa, e você o enxergasse de fora. Ao mudar a perspectiva a sua percepção também muda e fica mais fácil observar, inclusive padrões, e encontrar novas respostas.

2) Explore as origens dos obstáculos

Podem haver situações diferentes que estejam causando um obstáculo, então vale investigar as origens. Isto pode levar você a erro na hora de tomar uma decisão, e o obstáculo pode voltar a impedir você de chegar onde deseja. Com esta clareza você perceberá oportunidades de solução, que ações serão necessárias, qual seu papel nisso e ainda aprender com a adversidade.

+ Veja qual a melhor maneira de se vestir e causar uma boa impressão

+  Qual é a melhor maneira para abordar um cliente?

3) Se responsabilizar e atribuir responsabilidades

Há uma tendência natural em responsabilizar os outros quando as coisas dão errado. Estes “outros” podem ser o gestor, a empresa, o governo, o cliente, a família… Encarar a sua própria responsabilidade vai lhe ajudar a compreender qual seu papel na busca da solução.

Existem pessoas que puxam a responsabilidade total para sim. Então, é igualmente importante perceber que, nos momentos onde há outros envolvidos, o controle da situação pode não ser seu. Você pode ter feito um trabalho excelente, com um atendimento de alto valor e o cliente não fechar negócio porque seu crédito não foi aprovado, por exemplo.

4) Analise às evidências

Há uma tendência natural em generalizar e distorcer os fatos. Ao passar por um problema o pensamento pode lhe sugerir que “nada na vida está dando certo” ou “sempre acontece alguma coisa para prejudicar meus planos”. Será mesmo que TUDO está errado? SEMPRE acontece isso?

Atenção as evidências! O que está obvio, claro, comprovado… que está “na cara”, vai te ajudar a encarar os obstáculos e ver “a luz no fim do túnel”.

5) Faça alguma coisa!

Aprendi com uma antiga gestora que, “se algo é para ser feito, merece ser bem feito!” E quando se trata de solucionar problemas, isso se encaixa muito bem. As vezes as alternativas paliativas só vão gastar sua energia e seu tempo, e manterão você limitado. Se tem algum problema, resolva! Se o problema for daqueles bem grandes, peça ajuda, delegue… mas faça alguma coisa para solucionar.

Pode acontecer que você dê o seu melhor e a situação problemática não se resolver. Eu descobri que o fracasso é um Feedback! Sim! O fracasso é uma RESPOSTA que você recebeu sobre uma ação. Se você se sente um fracasso porque algo não saiu como planejado, deixa eu te falar uma coisa importante: Você não é um fracasso porque cometeu um erro ou porque as coisas saíram do seu controle.

A boa notícia é que você pode mudar: Agindo! Mude sua ação e tenha uma nova resposta (resultado).

+ Gostou das dicas? Aproveite e deixe seu comentário!

+ Faça seu cadastro no ZAP Pro e receba as novidades!

+ Assista todos os vídeos

+ Veja dicas de como não errar na fotografia imobiliária

 

Escreva um comentário