Mercado Imobiliário

Veja quais são as principais ferramentas de trabalho do corretor

Celular smartphone com internet, WhattsApp, Google Street View, câmera, Waze, entre outros. Todas essas ferramentas fazem parte do dia a dia de muita gente. E também são itens básicos de trabalho do profissional de corretagem. “Só hoje usei tudo isso. São tecnologias imprescindíveis para o nosso trabalho, e que facilitou muito a vida na nossa profissão”, conta a corretora autônoma Elaine Marselhas.

ferramentas para o corretor
O smartphone reúne basicamente tudo aquilo que o corretor precisa para desempenhar o seu trabalho (Foto: Shutterstock)

O smartphone raramente sai das mãos da corretora Regiane Barros da Maxlider Consultoria Imobiliária. “É a maior ferramenta de trabalho, não tem jeito. Mas não estou falando da linha telefônica, não. O WhattsApp é que é essencial. Ninguém quer falar por telefone mais”, pontua ela.

Redes sociais serve de vitrine para o seu negócio. Saiba como:

Redes sociais para corretores: Participe do Linkedin e ganhe credibilidade

Saiba agora quais são e como são usadas cada uma das tecnologias dos profissionais de corretagem:

Celular smartphone:

O celular smartphone reúne basicamente tudo o que o corretor precisa para trabalhar. Tem de ter acesso à internet e, consequentemente aos aplicativos. Eles, aliás, tornaram-se mais importantes até que a própria linha telefônica.

WhattsApp:

O software de troca de mensagens instantâneas por texto é o mais baixado do País, com cerca de 100 milhões de usuários. A praticidade é o grande chamariz. Segundo Regiane, muitos clientes que entram em contato com a imobiliária pedem para que o retorno seja feito pelo aplicativo – e muitas visitas são marcadas e negociações fechadas por ele.

Os corretores estão ainda em grupos de WhattsApp. Na imobiliária em que Regiane trabalha, por exemplo, os colegas trocam mensagens durante todo o dia. “Quando captamos algum imóvel, postamos fotos no grupo. Assim, todos se mantêm atualizados em relação aos apartamentos, salas e casas que entram na imobiliária. Quando temos alguma dúvida, um sempre ajuda o outro, e não tem hora marcada. Até mesmo aos finais de semana, quando necessário, nos comunicamos”, conta.

+ Confira as 10 matérias mais lidas pelos corretores de imóveis

+ 5 dicas para você abordar seu cliente e vender mais

Waze

O aplicativo de trânsito e navegação tem cerca de 10 milhões de usuários no País. E é uma mão na roda para corretores, que precisam se deslocar por bairros e regiões diversas, seja para visitar ou prospectar clientes, fazer vistorias, e tudo mais o que o trabalho exige. Nada de se atrasar em uma visita com o cliente quando se tem uma ferramenta que sinaliza engarrafamentos e traça rotas mais curtas. “Lembrei esses dias que usava guia de rua para me deslocar, hoje não saio sem ligar o Waze”, diz Elaine.

Câmera

Esta ferramenta é algo básico para a chamada “captação” do imóvel. Seja para colocá-lo à venda ou em locação, para fazer vistoria de entrada e saída…as fotos são o que chamam os clientes para um anúncio. Pela praticidade, a maioria dos corretores utiliza a câmera do celular para as captações. Outros sentem-se mais seguros quando utilizam a câmera do tablet. Alguma imobiliárias dispõem de câmeras profissionais para que os corretores fotografem o imóvel.

Google Street View

O recurso do Google que  disponibiliza vistas panorâmicas de 360° na horizontal e 290° na vertical, é um dos favoritos da corretora Elaine. É que com ele, ela pode checar virtualmente a fachada de um prédio, conferir as ruas ao redor do imóvel, verificar o que existe de serviços por perto, entre outros. É uma forma de economizar uma visita ao local, já que dá para fazer tudo pelo computador ou pela tela do celular.

Anúncios on-line e correio eletrônico:

Propagandas em mídias impressas ainda são comuns, mas estão caindo em desuso. Para encontrar um imóvel, seja residencial ou comercial, basta acessar a internet. E se o objetivo é alcançar um número maior de clientes, os corretores publicam anúncios no site da imobiliária e também em portais gerais de imóveis. As propostas dos clientes são feitas por e-mail, em sua maioria. Quando alguém se interessa por um anúncio e sinaliza o interesse, o corretor recebe uma resposta automática com o contato desse cliente, tudo via e-mail. “Um outro jeito, esse mais antigo, é ligar para o corretor e passar o código do imóvel visto, que estava no portal, por telefone”, ensina Regiane.

+ Entenda o que é recuperação judicial

+ Gostou das dicas? Aproveite e deixe seu comentário!

+ Faça seu cadastro no ZAP Pro e receba as novidades

+ Saiba o que você precisa para ser um bom corretor de imóveis

+ Corretor, saiba como transformar leads em vendas

+ Aprenda a fotografar imóveis com seu smartphone

+ Veja dicas de como não errar na fotografia imobiliária

+ Veja 5 dicas para você vender mais

 

Escreva um comentário